Depois de umas férias a sério no sul de Espanha, a viagem estava quase a terminar, mas antes de voltarmos para Leiria, tínhamos que gastar os últimos cartuchos e passamos 24 horas em Sevilha, uma das cidades mais bonitas que já conheci.

Apesar do ar saturado, com bastante poluição [não fazia ideia que Sevilha tinha tanta poluição, tive até dificuldades em respirar] e do calor imenso, Sevilha [assim como Barcelona], foi uma cidade que nos deixou apaixonados no primeiro minuto, o João como não tinha referência nenhuma, ficou tão encantado que teve o tempo todo a dizer como a cidade era incrível, eheheh.

Assim que chegamos fomos diretos a um estacionamento que tínhamos pesquisado antes [vimos neste site e tentamos escolher um que não fosse muito caro, ficou do lado de Triana mas ainda assim, não ficou muito longe e pagamos cerca de 3€ por vinte e quatro horas] e depois fomos até ao hotel para deixar as coisas e ir explorar a cidade, afinal de contas ainda tínhamos a tarde toda [relativamente ao hotel, como era apenas uma noite, reservamos pelo Booking uns dias antes e conseguimos um bom desconto por ter sido tão em cima da hora, foi um risco que corremos mas queríamos testar esta dica e realmente dá para alugar quartos com um bom desconto].

Como Sevilha é uma cidade relativamente pequena e não tínhamos muito tempo decidimos ir vagueando pela cidade e ir descobrindo as surpresas que a cidade tem para oferecer [que são muitas, cada canto tem vários pormenores lindíssimos, e uma história para contar, cada esquina tem um jardim escondido, é daquelas cidades que dá vontade de sair de casa só para nos perdermos pelas ruas e ir descobrindo a cidade aos poucos], com certeza a minha parte preferida foi o bairro de Santa Cruz, cada rua mais bonita que a outra e sempre cheia de surpresas.

Claro que também passamos pelos pontos mais turísticos, como a Torre del Oro e a Catedral de Sevilha, infelizmente não entramos no Real Alcázar mas só os jardins por fora são lindíssimos, no último dia fomos também ao Mercado de Triana [onde se comem as melhores tapas, sério vale mesmo a pena dar lá um pulo para experimentar] e como não podia deixar de ser, a Praça de Espanha, talvez o monumento mais bonito que já entrei, cada pormenor mais incrível que o outro, [difícil é depois escolher qual é a melhor foto que tão fotogénica que a praça é] e os azulejos a deixar tudo ainda mais perfeito.

É com certeza uma cidade que quero voltar para me perder pelas ruas, explorar e descobrir cada história.

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

24 Horas em Sevilha

Author

Fotógrafa e Criadora de conteúdo.

2 Comments

    • Olá Diana! =D

      Acho que foi o Parque Puente de los Remedios – http://www.parkingpuenteremedios.es/ já não me lembro se pagamos mesmo os 2.9€ mas não fugiu muito desse valor, é do lado de Triana por isso ainda fica um pouco longe do centro, como não levamos muitas coisas fizemos bem a pé, mas se fores muitos dias se calhar é melhor ires antes ao sitio onde vais ficar deixar as malas e depois ir lá estacionar o carro. Espero ter ajudado.

      E Espero que te divirtas em Sevilha! Beijinhos *

Deixa um comentário